GP da Inglaterra: Hamilton vence de forma dramática após ter pneu furado na última volta

Lewis Hamilton conquistou neste domingo uma dramática vitória no GP da Inglaterra após ter o pneu dianteiro esquerdo furado na última volta. Mesmo se arrastando nas últimas curvas, o inglês ainda conseguiu terminar cinco segundos à frente de Max Verstappen, da RBR. Charles Leclerc, da Ferrari, completou o pódio em terceiro.

Ironicamente, o holandês havia parado na penúltima volta para trocar os pneus pensando em fazer a melhor volta na última e ganhar o ponto extra, o que, de fato aconteceu. No entanto, tivesse ficado na pista, provavelmente Max teria vencido.

Já Valtteri Bottas, que vinha em segundo lugar até faltarem três voltas para o fim, também teve um pneu furado, fez um pit stop extra e terminou apenas em 11º. Com a 87ª vitória na F1, Hamilton ficou a apenas quatro de igualar o recorde de Michael Schumacher. O inglês passou a somar 88 pontos, contra 58 do companheiro de Mercedes.

Também pontuaram, da quarta à décima colocações, Daniel Ricciardo (Renault), Lando Norris (McLaren), Esteban Ocon (Renault), Pierre Gasly (AlphaTauri), Alexander Albon (RBR), Lance Stroll (Racing Point) e Sebastian Vettel (Ferrari).

Além de Hamilton e Bottas, Carlos Sainz Jr. (McLaren) e Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) também tiveram o pneu dianteiro esquerdo furado. Isso porque as várias curvas de raio longo para a direita em Silverstone costumam comprometer os pneus do lado esquerdo.

A corrida também foi marcada pelo forte acidente de Daniil Kvyat no começo da corrida. O russo da Alpha Tauri perdeu o controle do carro na curva Becketts e sofreu a batida mais violenta da temporada até agora. O piloto saiu ileso e, ainda irritado pelo acidente, empurrou uma câmera que lhe filmava.

A temporada 2020 segue no próximo fim de semana, com o GP dos 70 anos da Fórmula 1, também no circuito de Silverstone.

Resultado da prova

Resultado final do GP da Inglaterra de Fórmula 1 — Foto: Reprodução/FOM
HAMILTON: "O pneu furou na reta, e o meu coração foi na boca. Eu só rezava para conseguir chegar. Eu estava tranquilo quando aconteceu, meu engenheiro estava me dando informações.... nunca passei por algo assim na última volta."

Globo Esporte

Postar um comentário

0 Comentários